Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Penso Rápido

Pequenos Remédios, para as comichões do dia-a-dia.

Penso Rápido

Pequenos Remédios, para as comichões do dia-a-dia.

Rir. Só isso.

A caixa de comprimidos era grande. Escura. Não se adivinhava nada de bom lá dentro. A doença era grande. Escura também.

Abre a caixa e de tão escura que era também por dentro, não viu logo de início uma amostra de folha amarelo florescente. Como é que haveria de ver? Estava ridiculamente dobrada de forma desorganizada, sem método, nem estrambelho. "Que irritação!", pensou. 

Tira então a folha, e aquilo que parecia ser uma amostra de folha, "Com as instruções altamente elaboradas de cura", pensou mais uma vez, era afinal uma folha em forma de lençol. Como, não sabe explicar. Mas o tamanho era de um lençol. E quando depois de várias dezenas de minutos, conseguiu desdobrar aquilo tudo, já em ânsia, cansado e agora, já sem saber o que pensar, estendeu a folha no chão da sala. E fico para ali...outra dezena de minutos a olhar.

RIR

Em letras garrafais sem engano, nem mais instruções. Rir.

Antes de ler mais. É preciso ver isto.

http://www.youtube.com/watch?v=ukBu3F2ll7Y&sns=fb


E às vezes isso ajuda. Por mais estúpido que seja o motivo. RiR. 
Muito, 
de vez em quando, 
sozinho, 
acompanhada, 
de pernas para o ar... 

RiR. 

Desbloqueia, é gratuito. 
Do ridículo, 
de nós, 
dos outros, 
da vida...uma boa gargalhada. 
Só isso, para hoje.







Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em destaque no SAPO Blogs
pub